16/02/2021

Safratec teve mais de 7 mil acessos por dia

Concluída na sexta-feira (12) a primeira edição digital do Safratec Cocamar – que havia sido colocada no ar no dia 01/02 – o número de acessos somou 84.051. Em doze dias, o site do evento foi visitado, em média, por 7.004 pessoas/dia, quantidade que superou as expectativas dos organizadores, demonstrando a boa aceitação desse formato entre produtores, técnicos e demais profissionais interessados.

 

Sucesso - Proporcionalmente, o Safratec repetiu o sucesso do Dia de Campo de Inverno – a primeira realização técnica digital da cooperativa, promovida em meados do ano passado, que teve 130 mil acessos. A diferença é que enquanto a plataforma do Dia de Campo permaneceu quase um mês disponível, o Safratec ficou pouco mais de uma semana.

 

Forma híbrida - Para o gerente executivo técnico da cooperativa, Renato Watanabe, o aprendizado com tais realizações tem sido grande. “É uma nova e interessante forma de levar informações aos produtores que tem dado certo”, cita, salientando que no modelo anterior, em três dias, o Safratec reunia quase 7 mil produtores líderes em suas regiões. De agora em diante, mesmo quando a pandemia for controlada e seja possível retomar os eventos técnicos presenciais, a tendência é que os mesmos sejam realizados na forma híbrida – mantendo o digital, que ajuda a difundir as informações entre um número bem maior de pessoas.

 

Facilidade - “Com o evento digital podemos alcançar um público bem maior sem depender de deslocamento”, ressalta o engenheiro agrônomo Rodrigo Sakurada, coordenador técnico da cooperativa e do Safratec. “Com um ou dois cliques e em 20 minutos você já assiste ao menos a dois materiais”, cita. 

Desafio - Na visão de Sakurada, o desafio está em conseguir transmitir a mensagem num espaço mais curto de tempo. Presencialmente, quando as pessoas sentam em uma estação técnica, elas estão dispostas a permanecer ali por 20, 40 minutos ou até uma hora. Mas quando se leva isso para o modelo digital e passa dos 10 a 15 minutos, fica maçante e há o risco de as pessoas não terminarem de assistir o conteúdo.

 

Visual - “Temos que conseguir fazer com que o conteúdo seja visual, isto é, que elas consigam entender e enxergar aquilo que está sendo exposto, dentro de um curto espaço de tempo", afirma Sakurada. A solução é reduzir a quantidade de informações que estão sendo transmitidas e focar naquilo que vai ficar como mensagem principal. "Temos que transformar 40 ou 50 minutos em 10 e ainda assim levar uma informação de qualidade para o produtor, o que, felizmente, estamos conseguindo fazer.” A tendência, conforme o coordenador do Safratec, é continuar fazendo isso nos próximos eventos e contemplar as pessoas que não tiveram a oportunidade de participar presencialmente.

 

Eficiente - Rafael Franciscatti, representante técnico de vendas da empresa parceira Basf, uma das participantes do Safratec Digital, comenta que o modelo adotado é impactante e eficiente na transferência de tecnologias, podendo ser acessado de uma forma segura. “Conversando com cooperados mais jovens, percebi que os mesmos acessaram a plataforma”, cita. “A gente pode ver e rever, pode estudar o conteúdo, não fica distraído com outras coisas, como acontece num evento presencial”. Em contrapartida, segundo Franciscatti, as pessoas de mais idade não acessam tanto. “A gente gosta da presença humana nos eventos, mas vai ser preciso complementar com a plataforma digital, reforçando e detalhando o que foi mostrado fisicamente. Ou seja, o produtor visita o evento de maneira presencial e depois vai poder rever tudo em casa, com calma, acessando as informações na plataforma digital.

 

Novos caminhos - Um dos pesquisadores participantes de trabalhos apresentados no Safratec, o prof. Marcelo Batista, da Universidade Estadual de Maringá (UEM), afirma que o “excelente resultado” obtido pelo formato digital revela que está sendo possível encontrar novos caminhos para levar informação aos produtores, apesar do distanciamento imposto pela pandemia.

 

Anual - Promovido anualmente na Unidade de Difusão de Tecnologias (UDT) da Cocamar em Floresta, sempre no final de janeiro, o Safratec é a principal mostra tecnológica do agronegócio regional, que acontece há 36 anos consecutivos, apresentando inovações e com a participação de uma centena de empresas e instituições parceiras. 

 



Maringá - PR 09/03/2021 Min. 19 ºC Max. 29 ºC
Sol
Maringá - PR 10/03/2021 Min. 17 ºC Max. 29 ºC
Céu claro