Cocamar | Notícia
10/08/2018

ILPF revitaliza a pecuária no noroeste do Paraná

O constante aumento de custos e a baixa produtividade, esta causada pela degradação dos pastos, leva a um desequilíbrio financeiro que está inviabilizando a pecuária tradicional.

 

REVERTER - Para que os pecuaristas possam reverter essa situação, a Cocamar promoveu na manhã de sexta-feira (9/8) no município de Maria Helena, região de Umuarama, noroeste do Paraná, um dia de campo sobre o sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF).

 

SANTA FELICIDADE - A iniciativa, realizada em conjunto pelas unidades da cooperativa em Umuarama, Cruzeiro do Oeste e Icaraíma, reuniu dezenas de participantes, entre produtores e técnicos, na Fazenda Santa Felicidade, do agropecuarista Antonio César Pacheco Formiguieri.

 

OPÇÃO VIÁVEL - Foram três palestras: uma com o médico-veterinário Tiago Coelho Gimenes, outra a cargo do engenheiro agrônomo Luiz Augusto Magnossão, ambos da Cocamar, e a última com o pesquisador Sérgio José Alves, do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar). Eles falaram sobre o atual momento da atividade, seus desafios e demonstraram que a ILPF é a alternativa viável para recuperação sustentável dos pastos, a exemplo do que se vê na Fazenda Santa Felicidade, de 312 hectares. Ali, diferente do que se observa na região, os pastos de capim braquiária apresentam grande volume de massa verde, tendo resistido a cerca de 60 dias de estiagem e também os efeitos das baixas temperaturas.

 

RENDA - Pela ILPF, o cultivo de soja no verão acaba reduzindo em mais de 30% os custos da pecuária, ao reestruturar o solo e recuperar a fertilidade dos pastos para engordar o gado no inverno. Segundo Sérgio Alves, do Iapar, em um projeto bem conduzido de integração, a renda líquida de uma propriedade chega a ser seis ou oito vezes maior na comparação com a pecuária tradicional.



Maringá - PR 21/08/2018 Min. 15 ºC Max. 26 ºC
Tempo nublado
Maringá - PR 22/08/2018 Min. 16 ºC Max. 25 ºC
Sol