11/02/2019

Governador participa da AGO na Cocamar

Com a presença, ao final, do governador Ratinho Júnior, a Cocamar promoveu na manhã de quarta-feira (6/2) em Maringá (PR), na Associação Cocamar, Assembleia Geral Ordinária (AGO) de prestação de contas do exercício 2018.

 

PARTICIPANTES - O evento, que reuniu cerca de 400 participantes, entre cooperados, dirigentes, lideranças, autoridades e outros convidados, completou um ciclo de 47 reuniões pré-assembleia, realizadas no período de 25 de janeiro a 4 de fevereiro em municípios das regiões atendidas pela cooperativa, das quais participaram 2.005 produtores.

 

INTERNET - Pela primeira vez uma AGO foi transmitida pela internet para todas as unidades operacionais, nos Estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul, possibilitando que cooperados acompanhassem o seu andamento por meio dos monitores da TV Cocamar.

 

RESULTADO - Conduzindo a AGO, o presidente do Conselho de Administração, Luiz Lourenço, destacou o crescimento registrado pela cooperativa no ano passado, de 16,2%, com o faturamento saindo de R$ 3,934 bilhões para R$ 4,571 bilhões. O presidente-executivo Divanir Higino fez a leitura do relatório, apresentando os números do exercício. O bom desempenho foi saudado pelo presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, que presidiu parte da Assembleia. “É um resultado extraordinário num ano muito difícil”, disse Ricken, salientando que, em média, o sistema cooperativista paranaense cresceu 18,5% em 2018, adicionando R$ 13,5 bilhões ao seu faturamento que, em dois anos, poderá chegar a R$ 100 bilhões, o dobro de cinco anos atrás.

 

REIVINDICAÇÕES - Ao receber o governador, o presidente Luiz Lourenço lembrou que o setor agropecuário “tem sido muito maltratado” pelos governos, apesar de, em doze anos, o campo ter deixado um saldo positivo na balança comercial brasileira de mais de US$ 1 trilhão. Ele pediu a Ratinho Júnior uma atenção especial aos produtores e, no caso da Cocamar, entre outras reivindicações, a liberação de R$ 80 milhões que se encontram retidos no tesouro, por conta de ICMS.

 

VOCAÇÃO - Ao discursar, o governador começou dizendo que o agronegócio “é a grande vocação brasileira” e que o Estado do Paraná produz o maior volume de alimentos por metro quadrado em todo o mundo. “Estamos prontos para atender as demandas de um mundo que vai precisar de mais alimentos nos próximos anos”, afirmou ele, explicando que o grande desafio está em fazer fluir a produção para os diferentes mercados. Para isso, entre outras medidas, Ratinho Júnior defendeu a construção da ferrovia bioceânica ligando Paranaguá a Antofagasta, no Chile, um projeto que definiu como ousado. E prometeu, ao terminar, que o agronegócio vai ser “a mola propulsora” do seu governo.

 

ALMOÇO - Acompanhado do secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, Ratinho Júnior almoçou com a diretoria da Cocamar, dirigentes de outras cooperativas e do segmento cooperativista no Estado, deputados e lideranças municipais.

 



Maringá - PR 20/04/2019 Min. 21 ºC Max. 31 ºC
Sol
Maringá - PR 21/04/2019 Min. 22 ºC Max. 30 ºC
Sol