08/01/2020

Fazenda investe em agricultura sustentável

Os efeitos positivos da palhada do capim braquiária no solo arenoso são percebidos pela boa qualidade da soja na Fazenda Santa Isabel em Presidente Castelo Branco, a 40 quilômetros de Maringá, visitada no início da manhã de terça-feira (7-1) pelo Rally Cocamar de Produtividade.

A presença da equipe no local coincidiu com a chegada das chuvas que eram aguardadas com ansiedade pelos produtores da região. Nas últimas semanas, as altas temperaturas e a sequência de vários dias sem precipitações deixaram muitos deles preocupados. Onde havia pouca ou quase nenhuma palhada sobre o solo, as plantas sentiram e as folhas queimaram.

Na Santa Isabel, a expectativa do proprietário André Carlos Vilhega Garcia é de uma produtividade de 60 sacas por hectare, uma quantidade elevada para o solo arenoso, mas que não chega a surpreender, dado o potencial da cultura onde são adotadas práticas conservacionistas e tecnologias adequadas.

Foi a segunda vez que o Rally passou pelo local, a primeira delas na fase de plantio, quando o proprietário, que é engenheiro agrônomo e vice-presidente da Unicampo (cooperativa de profissionais prestadores de serviços de agronomia, sediada em Maringá), mandou escavar uma trincheira para avaliar o enraizamento da braquiária.

Segundo ele, “sem palha uma lavoura não tem sustentabilidade”, o que é confirmado pelo engenheiro agrônomo Alex Eduardo Zaniboni, da Cocamar, que presta assistência à Garcia. Na oportunidade, se observou que as raízes desceram a pelo menos 3,5 metros – a profundidade da trincheira – o que, de acordo com Zaniboni, contribui para a reestruturação do solo por meio da ciclagem de nutrientes de camadas mais profundas, recomposição de matéria orgânica, infiltração de água e rompimento da compactação, entre outros benefícios.

O planejamento da lavoura também é decisivo para o seu sucesso, afirma Garcia, para quem é necessário atento a todas as etapas. Zaniboni lembra que a Santa Isabel se destaca na região não apenas pelo bom manejo do solo, mas também pela gestão profissional.

ILP - Há mais de dez anos é mantido na propriedade o sistema de integração lavoura-pecuária (ILP), com 80 alqueires (193,6 hectares) de soja e oito (19,3 hectares) de pastagens.  Na safra 2017/18, a colheita de soja apresentou uma média de 140 sacas por alqueire (57,8 sacas/hectare) e na seguinte (2018/19), prejudicada por um longo período de estiagem e calor forte, ainda foi possível obter 100 sacas/alqueire (41.3/hectare). Só para efeito de comparação, a média na soma de todas as regiões atendidas pela Cocamar nesse ano ficou em 80 sacas/alqueire (33/hectare), como consequência de uma quebra de produtividade média de 40%. Na pecuária, em razão da disponibilidade de braquiária em grande volume, a média de cabeças por alqueire foi de 20 cabeças durante o inverno (8,2 por hectare), uma quantidade muito superior à observada nos pastos degradados do solo arenoso do noroeste paranaense no mesmo período, de apenas 2 cabeças por alqueire e menos de 1 por hectare.

Sobre o Rally

O Rally Cocamar de Produtividade tem o objetivo de valorizar as boas práticas agrícolas e conta com o patrocínio das seguintes empresas: Spraytec, Basf, Sicredi União PR/SP, Zacarias Chevrolet (principais), Sancor Seguros, Texaco, Cocamar TRR, Elanco e Altofós Suplementos Minerais Cocamar (institucionais), com o apoio do Cesb, Aprosoja-PR e Unicampo.



Maringá - PR 03/07/2020 Min. 7 ºC Max. 20 ºC
Céu claro
Maringá - PR 04/07/2020 Min. 10 ºC Max. 21 ºC
Predomínio de sol