07/11/2019

Erva de difícil controle preocupa sojicultor

Embora de aparência inofensiva, a buva (Conyza bonariensis) é uma erva daninha de difícil controle que tem infestado os campos durante a janela entre a colheita da cultura de inverno e a semeadura da safra de verão. De acordo com a pesquisa, dois ou três exemplares por metro quadrado podem ocasionar uma perda de pelo menos 10% na produtividade da soja, o que acaba saindo caro para o produtor. Sem contar que uma única planta é capaz de emitir mais de um milhão de sementes.

 

Na semana passada, o Rally Cocamar de Produtividade passou por Cianorte, a 85km de Maringá, onde produtores enfrentaram dificuldades maiores, este ano, para o controle da erva. Segundo eles, a praga tem apresentado resistência às aplicações e se ainda houver exemplares vivos após a germinação da soja, não há mais o que fazer.   

 

“Nós fizemos o básico, como fazemos todo ano, imaginando que não haveria problema, mas não deu certo e chegamos a usar vários produtos, sem sucesso”, conta o produtor Edgar Brazoloto. Preocupado, ele recorreu ao engenheiro agrônomo José Eduardo Marcon, da Cocamar. “Da forma costumeira, não vimos eficiência no controle”, explica o agrônomo, acrescentando que o jeito foi buscar uma orientação junto a pesquisa. A saída encontrada estava em algumas moléculas mais antigas e já praticamente em desuso. Só assim, finalmente, foi possível obter mais eficiência no controle da erva daninha.

 

Com alívio, Brazoloto diz reconhecer o trabalho prestado pelo agrônomo da Cocamar e também das empresas parceiras da cooperativa, que se prontificaram em ajudar na busca por uma solução. Segundo ele, o ideal seria que todos os produtores, em uma comunidade, fizessem um bom controle, evitando assim que o problema seja ainda maior na safra do próximo ano.



Maringá - PR 21/11/2019 Min. 20 ºC Max. 33 ºC
Predomínio de sol
Maringá - PR 22/11/2019 Min. 21 ºC Max. 33 ºC
Predomínio de sol